Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

Também são umas "sempre em pé"?

08.08.18 | Ana Gomes
Alguém mais desse lado tem a sensação que passa o dia em pé de um lado para o outro? 
 

É verdade que a Vitória ainda não anda - mas já está cheia de vontade - e dizem que aí "é que eu vou ver"... mas a realidade é que a pequena não pára! E parece que é endiabrada porque está sempre à procura da próxima "jogada de risco" ou seja... não dá para tirar os olhos dela. E eu até me considero uma mãe relativamente descontraída... com algumas preocupações ( que aposto... são exageradas para alguns ) mas lido bem com xuxas no chão e uns tropeções, afinal de contas isso faz parte da vida, não é verdade? 

 

9EAB7BD7-863B-44EE-A1DC-40BF61F2768C.jpeg

 

DA42BD06-86FF-4077-984F-AD72A4EA7D1A.jpeg

 

 

63F78B92-A3CB-47F9-8F9E-E7DE2C351D90.jpeg

 

 

Mas tirando esta parte quase matemática da maternidade em que inevitavelmente andamos sempre atrás deles... eu tenho a sensação que passo a vida em pé! E olhem que não sou propriamente a pessoa mais dadas às lides domésticas... mas a verdade é que há muitas que são obrigatórias e que me cabem a mim. Para além das refeições básicas para a familia, há os meus devaneios culinários - agora deu-me para testar receitas e naturalmente que não se cozinha sentado - há uma nódoa mais chata na roupa da minha exploradora que tem de ser tirada à mão, biberões para lavar, compras do supermercado para arrumar ( e também para fazer, de pé... claro! ). Vou pô-la e buscá-la ao berçário todos os dias a pé - vantagens doces de ter a escola poucas ruas de distância - e depois a correria normal entre reuniões, apresentações, eventos... e volto a casa para mais "umas coisas para preparar para a escola", um banho para dar, a roupa estendida para apanhar, ir à rua despejar o lixo, a miúda adormece e é preciso ir apanhar os brinquedos do chão. E novamente... preparar os biberões para a noite, fazer um chá antes de dormir. E é praticamente regra que... quando me deito lembro-me de qualquer coisa que tenho de fazer e lá me levanto de novo. Em casa geralmente andamos descalços - um bom hábito que trouxemos da Ásia - mas na rua e quando não estou de chinelos uso palmilhas. A sugestão foi de um médico há muitooooooos anos e porque me queixava imenso das costas. Sabem que isto anda tudo ligado, certo? Confesso que na altura as usava religiosamente e depois perdi as palmilhas e fui-me esquecendo ( e piorando ). Há uns tempos ofereceram-me umas da Dr. Scholl e pensei "devia mesmo voltar a este hábito", é um facto que ter uma bebé deliciosamente pesada contribuiu para a "festa", os bebés querem colo... e nós não podemos propriamente recusar. E voltei então a usá-las ( no caso as Gel Activ de uso diário ) e o conforto é efectivamente outro! Para além disso são "invisíveis" são aquelas pequenas dicas de conforto que em nada comprometem as nossas escolhas de "look" - pormenor que me agrada... já que muitas vezes - e em prol do conforto - me apetecia sair de casa de pijama e... não convém, certo?

 

 

image1.jpeg

image2.jpeg

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.