Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

Porque Odiamos Tanto Nas Redes Sociais?

11.02.18 | Ana Gomes

e98c8d8f25120c544caa34fbdcd5d37f.jpg

 

 

 

Não sou uma pessoa de me prestar a polémicas nem de me posicionar em questões de Amor ou Ódio. 

 

Nem vos passa pela cabeça a quantidade de vezes que começo a pensar como é a vida das pessoas que não têm grande coisa para fazer. Eu não lidei bem com isso - na altura em que a gravidez se complicou e tive de ficar presa a uma cama a ver a vida passar - mas não é esse o tipo de "nada para fazer" em que penso. Geralmente imagino que essas pessoas têm uma vida feliz : podem ir à praia quando querem, passear pela cidade, estar com os amigos, embarcar numa viagem para dentro ou fora quando entenderem... 

 

E há outros momentos em que imagino que as pessoas que não têm nada para fazer - e não sabem o que fazer com o tempo - são as mesmas pessoas que odeiam tudo e mais alguma coisa. E penso nisto várias vezes mas agora com o Carnaval esse pensamento voltou. 

Vamos por partes... eu não sou a maior amante do Carnaval. Estamos em pleno domingo gordo e eu estou em casa, de camisola e jeans agarrada ao computador a trabalhar quando poderia estar num qualquer corso a sambar de cachecol e qualquer disfarce improvisado. Eu não celebro o Carnaval mas já celebrei... e oh como celebrei! Porquê? Porque era mais um motivo para nos irmos divertir, porque o fazíamos de forma diferente e porque toda aquela preparação tinha graça. Tinha tudo mesmo imenso graça... menos naquela noite tola em que decidi ir para Torres Vedras com óculos de sol e com um casaco todo 60's e fui confundida com uma matrafona - vulgo um homem mascarado de mulher. 

Se não queremos celebrar o Carnaval... não celebramos mas... porquê destilar tantos nervos e raiva pelas pessoas que gostam de se divertir? E porquê - inclusivamente - ridicularizar essas pessoas? Na minha opinião isto é demasiado tempo livre. É ser tão pouco preenchido que nos sobra tempo para destilar tanta coisa sobre pessoas que estão pura e simplesmente a viver a sua vida? 

O mesmo se passa quando no principio de Setembro se começam a colocar bonequinhos a revirar os olhos e alguém escreve : lá começaram os posts que dizem "wake me up when September ends" ou quando em Novembro alguém decide fazer a contagem decrescente para o Natal e isso enerva as pessoas.  

Intriga-me que coisas tão simples como alguém viver a sua vida sem interferir com o bem-estar de ninguém seja motivo de tédio, raiva ou desconforto para tanta gente. Sou fã assumida de redes sociais e acho que o Facebook foi das maiores invenções do século - de verdade - mas chega a ser desesperante entender que há pessoas que passam o dia a comentar publicações de jornais, noticiários ou páginas de "cusquices" a criticar tudo e mais alguma coisa. 

Atenção : Longa Vida à Liberdade de Expressão mas... é preciso isto tudo? 

 

 E sim... eu sei que ao escrever este texto estou - quase - na mesma posição que essas pessoas. Mas não é o meu objectivo se é que isso é sequer entendivel. Só acho que é mais positivo usarmos o nosso tempo a ter pensamentos e construções positivas e não tanta raiva. 

 

Mais Amor Por Favor. 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.