Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

Do Amor Incondicional.

23.01.18 | Ana Gomes

17A8DA01-261C-435D-A679-77339B4AAAE5.jpeg

 

Quando engravidamos falam-nos do Amor Incondiconal. 

"Vais sentir um Amor tão especial." 

É complexo, por vezes, falar deste tal Amor. 

Até ver é um sentimento permanente, tem dias que é tão forte que parece que vamos explodir de sensações - como aqueles momentos em que percebemos que estamos muito muito muito apaixonados. Há outros dias em que se neutraliza esse sentir e em que isso se transforma numa força que nos faz ser capaz de tanto... 

Há semanas que não durmo decentemente. Todas as noites penso - e muitas verbalizo - que não vou aguentar mais, que não sei como vou suportar o dia seguinte. E suporto.

Passo metade do tempo a entoar a frase "A mamã está aqui" como se isso fizesse alguma diferença... e acreditando que efectivamente faz. 

Repito as brincadeiras que dão certo, que lhe arrancam sorrisos e nunca consigo resistir aqueles bracinhos que se erguem a pedir colo : mesmo quando as minhas costas ardem e a cabeça lateja depois de um dia difícil que não melhora com as birras. 

É saber que qualquer refeição fora de casa geralmente implica que o metro quadrado onde nos sentamos mais pareça um campo de guerra, que só consiga comer com uma mão e que vá - invariavelmente - repetindo quase como um mantra "não, não, não". É acabar por ir desistindo e perceber que jantamos tão melhor todos em casa. 

É ficar com falta de ar se estão mal. Ter dores no peito se têm tosse, se ficam com febre ou se estão num dia mais chocho. 

É dançar para ela e com ela.

É ir pensando no nosso bebé durante o dia - se está bem, se pensa em nós, se está a brincar ou a ter um dia difícil. E também é desejar que alguém chegue a casa para nos ajudar, para nos aliviar o tempo. 

É não ter tempo para nós e ao mesmo tempo não saber bem o que fazer quando esse tempo aparece. 

E também é chegar ao fim do dia de rastos e não ter força nem sequer para chorar. 

 

E há os sorrisos que nos desarmam, os colinhos que nos aquecem por dentro e os carinhos que fazem aumentar um Amor que achávamos impossível ser maior. 

 

Não sei de que é feito este Amor. Mas todos os dias sei que ela é o que importa e é o meu coração que me explica isso. 

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.